A Realidade Machuca

Meu blog, não aconselhado pra falsos-moralistas, pessoas que procurem um blog com sentido, hipsters, usuários de Iphone e Ipad, fãs da saga Crepúsculo, fãs de bandas ruins e fanáticos religiosos.

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Sorriso 1

Escondido por um sorriso
Meu sofrimento me consome por dentro
O desespero escapa por meus olhos
Que olham pra todos os lados
A procura da rota de fuga

Encaro meu próprio corpo
Sem nenhuma marca
Sou covarde demais
Pra tentar me acalmar com cortes

Olho para meu passado
Vários e vários dias
Ponderando sobre terminar tudo
Mas, isso não faria diferença alguma

Mais tempo atrás
Paro e penso
Por que eu sobrevivi?
Não compreendo

Sempre com medo
De um dia despertar
E descobrir que tudo
Não passou de um sonho

Seria isso paranóia
De alguém que passou por um coma?
Ou isso só me prende a essa realidade,
E me impede de acordar?

Estou afundando
Nos meus próprios vícios
Me destruindo aos poucos
Um gole de cada vez

Não sou homem o suficiente
Pra ilicitos, alcoólicos ou fumo
O falso sabor do doce artificial
Que corrói minha saúde

Com os remédios
Minha depressão se estabiliza
Mas porque prender uma fera
Que além de covarde
Só consegue ser mais patética

Ao me encarar no espelho toda manhã
Vejo que independente de minha aparencia
Sou apenas um idiota
Que tampa sua dor com humor

Mas, mesmo que eu ria por um dia todo
Ou tente ocupar minha mente
No fundo eu sei
Que sou apenas um sorriso falso

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

JoJo's Bizarre Adventure Phantom Blood volume 1

The world is full of Kings and Queens
Who blind your eyes then steal your dreams

Realmente, me surpreendi lendo este mangá, ainda que tenham me dito que essa nem é a melhor fase do JoJo. De início fiquei curioso com o traço grossão e os personagens mega-bombados, de longe isso me incomodaria, mas fica cômico Jonathan tendo um momento tenro parecendo um fisiculturista com roupas vitorianas.
Em vários momentos me senti vendo uma novela mexicana, não só pelos momentos dramáticos, mas a narração que aparece do nada exclamando o que está ocorrendo, deu pra imaginar até aquela vinheta de momento dramático seguindo a voz sem corpo que narra os fatos pro leitor.
Dio Brando realmente representou um vilão totalmente maléfico, tentando destruir mentalmente e psicologicamente o pobre Jonathan. A máscara é um artefato incrível mesmo, estou muito curioso pra ver como será o andamento da saga Phantom Blood, já considero a possibilidade de acompanhar todos os arcos subsequentes!
O mangá vale a pena, leiam, depois de tantos anos que os fãs passaram esperando agora consigo ver o motivo de tanta vontade de ter tal título publicado aqui no Brasil.
Até o próximo review! o/

quinta-feira, 26 de abril de 2018

RDP Comics por Marcatti e João Gordo

Quanto mais escroto melhor!
Nascido da união de João Gordo (Ratos de Porão) e do mestre Marcatti ("pai" do Fráuzio, Claudeciro e outros personagens e histórias escatológicas) finalmente consegui por as mãos nos dois volumes da RDP comics e desde já digo, valeu a pena pra caralho!
Já pra arregaçar os limites do nojento o volume abre com Vídeo Macumba, uma festa onde nada é longe demais e tudo ruma pra acabar em chamas!
Nada é um limite pras histórias dessas duas hqs, mutilação, drogas, morte e nem mesmo outras bandas?
Outras bandas sofrem todo tipo de ridicularização, algumas que facilmente são identificáveis outras que são mais em aberto.
Os "porcos" do poder branco viram torresmo nas mãos dos Ratos e sua turma.
Os dois volumes são uma viagem e tanto dentro da mente de dois caras que não tem limite algum pro humor escrachado!
Recomendo 1000% essas duas HQs!

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Como foi o Festival Guia dos Quadrinhos 2018!

E chegamos a mais um FGdQ, um momento esperado não só por mim, mas por vários colecionadores.
Esse ano resolvi me aventurar no sábado e comprar o ingresso na hora, o que foi uma sábia decisão pois no sábado cheguei faltando uns minutos pro horário de abertura e a fila pra comprar na hora estava bem pequena comparada com a fila de quem já tinha ingresso comprado, demorou uns 10~15 minutos a mais do que o horário que deveria abrir, mas pra mim não foi problema.
Depois de entrar resolvi seguir meu primeiro objetivo, queria muito comprar um omnibus (esse sonho vem desde o ano retrasado mais ou menos), logo segui direto pro estande da Comic Hunter, e após puxar e ver alguns, um capturou minha vontade de ler, Awakening the Omnibus, logo já tinha pago por ele e estava guardando em minha mochila.
Segui pro meu segundo objetivo pegar autógrafo nas duas edições do RDP Comics e na capa do Digipack do álbum Brasil do Ratos de Porão com o grande Marcatti, que já é uma parada obrigatória pra mim em todo evento, simpático como sempre bati um papo muito bacana com ele e peguei os autógrafos, também comprei duas HQs dele e peguei autografo na hora (minha coleção do Marcatti tem que crescer sempre! :P).
Daí em diante eram os objetivos de todo FGdQ, conseguir hqs em inglês, procuraf algum encadernado baratinho e comprar algumas HQs autorais (esse ano tinha muita coisa boa por lá).
Dessa vez mesmo quando tinha muita gente na mesma parte, foi fácil transitar entre as fileiras, e olha que o evento lotou!
A área pra comer também estava muito organizada, infelizmente próximo a hora que eu saí (por volta das 16:30) já estava meio bagunçado e sujo :(
A área pro estande da Comix estava impecável, infelizmente não vi muitas coisas com desconto até chegar numas caixas de papelão encostadas na parede, aonde vi, diversas HQs em inglês por 1 real cada! Peguei muitas que me chamavam atenção, infelizmente o caixa não quis me dar desconto =/
Os caras do estande da Nebulosa Comics também foram muito foram muito gente boa, rolou descontinho!
O evento melhorou muito desde a última vez que fui nele (edição de 2016), para quem puder ir no próximo, eu super recomendo, vai valer a pena!
Para ver uns vídeos curtos do que gravei lá e ver o que comprei também, acesse meu instagram, aproveite e me siga lá também!
Até mais! o/

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Fragmentos do Horror de Junji Ito

É incrível como o bizarro e escatológico pode ser um entretenimento fascinante.
De tudo que o Junji Ito já fez, só conhecia profundamente UIzumaki a espiral do horror, mangá que li quando ainda estava na escola, e desde aquela época gostei muito. Quando vi que a editora Darkside ia publicar este compildo de histórias fiquei muito feliz.
De cara deu pra ver que a editora Darkside mandou super bem, com a capa tendo uma relação que reflete (hehe) a pontos importantes de cada história, sem esquecer a bela homenagem, que parodia o quadro O Grito de Vincent Van Gogh.
Devo dizer que adorei todos os capítulos, porém o de maior destaque pra mim foi o Pássaro negro, que acabei tentando deduzir o que estava acontecendo, fiquei chocado com o que pensei, e mesmo assim estava errado, mas o final dele foi mais surpreendente ainda.
Dissecação-chan foi outro capítulo bem forte, que tem uma conclusão incrivelmente horrenda, do  começo ao fim pode até gerar algumas risadas assim como o próximo conto dos meus favoritos...
Tomio - Gola Rulê Vermelha é uma história que pode servir de lição a rapazes como Tomio que perde a cabeça(hehe) por outra mulher ao invés de ficar feliz com sua amada...
E pra fechar quero falar de Suave Adeus, que começa quase inocentemente e termina num twist tocante.
Os outros capítulos são sensacionais, mas isso quero que vocês testemunhem com seus próprios olhos, o mangá é recomendadíssimo para quem aprecia terror!
Até o próximo review! o/